sábado, 13 de julho de 2013

A corrupção científica somada à ganância inescrupulosa da indústria farmacêutica e os (pseudos)tratamentos do CÂNCER! (2ª parte)

Introdução à questão-chave: integridade A questão de tratar o câncer tem muito mais a ver com integridade do que com ciência. De fato, depois de quatro anos pesquisando essa mesma questão, ficou claro para esse autor que o tratamento de câncer, hoje, não tem nada a ver com ciência. Nada mesmo. É fato, se toda pessoa que vivesse na Terra vivesse a “Regra Dourada”, como deveria ser vivida, o câncer e várias outras doenças estariam atualmente em notas de rodapés dos livros de história. Por exemplo, em 1976, o duas vezes ganhador de Prêmio Nobel Linus Pauling, Ph.D., e um médico colaborador, Ewan Cameron, publicaram um estudo científico, na Escócia, cujos resultados mostraram que a Vitamina C, dada por via intravenosa, em doses de 10 gramas por dia, poderia aumentar seis vezes, ou mais, o período de tempo médio de vida de um paciente com câncer terminal. Tivesse a comunidade médica a mínima integridade, ela teria rapidamente replicado esse estudo, chegado à mesma conclusão (porque eles teriam feito exatamente o que ele fez), e teria rapidamente começado a dar a cada paciente com câncer, terminal ou não, 10 gramas de Vitamina C por via intravenosa, todo dia. Entretanto, isso não aconteceu.

O que realmente aconteceu foram três estudos feitos na Clínica Mayo, todos diretamente resultantes do estudo Pauling/Cameron. Entretanto, esses estudosnão foram delineados para replicar a pesquisa Pauling/Cameron. Em vez disso, eles foram delineados para EVITAR a replicação do protocoloPauling/Cameron, EVITAR a combinação dos seus pacientes e EVITAR seus métodos estatísticos. Obviamente, se você não segue o mesmo protocolo, você não consegue os mesmos resultados. E eles não conseguiram. Eis o que a Sociedade Americana do Câncer (American Câncer Society - ACS) diz sobre essa questão:

"O estudo de Pauling tem sido criticado pelo Instituto Nacional do Câncer (National Câncer Institute – NCI), uma divisão do Instituto Nacional de Saúde (NIH, da sigla inglesa), uma agência do governo norte-americano, por ter sido tão pobremente delineado, e os estudos subseqüentes feitos na Clínica Mayo mostraram que pacientes com câncer avançado que receberam a mesma dose de vitamina C não sobreviveram mais tempo do que aqueles que não receberam o suplemento. Entretanto, os experimentos da Clínica Mayo também têm sido criticados por não terem endereçado completamente todas as questões relacionadas aos efeitos da vitamina C, os quais ainda deixaram questões sobre sua eficácia no tratamento de câncer." http://www.câncer.org/docroot/ETO/content/ETO_5_3x_Vitamin_C.asp

A ACS teria sido insana se desafiasse a integridade de Linus Pauling (um de seus prêmios foi o Prêmio Nobel da Paz, o outro de Química). Então, eles citam o totalmente corrupto NIH (Nota: 500 funcionários do NIH foram pegos recentemente aceitando subornos da indústria farmacêutica, os quais eles denominaram “honorários de consultoria externa”) e declaram que um químico famoso no mundo inteiro, e ganhador de dois prêmios Nobel, não sabe delinear um estudo científico!! Mas eles também admitem que a clínica Mayo não usou o mesmo protocolo de Pauling e Cameron. Então, se ainda há “perguntas deixadas de lado”, por que a ACS não usou seus milhões de dólares de receita e seu poder político para corrigir o erro e replicar o estudo como feito originalmente? Já se passaram 30 anos desde que foi feito o estudo original, mesmo assim ninguém na Medicina Ortodoxa, com seus bilhões de dólares para pesquisa, nem mesmo a ACS ou o NIH, replicou o estudo de Pauling /Cameron. 

Parece que aumentar seis vezes a expectativa de vida de pacientes com câncer terminal não é importante para a Medicina Ortodoxa.

De fato, dois outros estudos replicaram de modo mais aproximado o estudo de Pauling/Cameron do que o fez a Clínica Mayo. Ambos os estudos obtiveram os mesmos resultados de Pauling/Cameron. Para maior informação, veja: Artigo do eBook: "Estudo de caso da corrupção científica” (“Case Study of Scientific Corruption” )

Mas esse é apenas um de muitos, muitos casos onde tratamentos altamente eficazes de câncer foram perseguidos e/ou ignorados. Há, na verdade, um padrão. Um padrão muito claro. O padrão é que se substâncias naturais estão envolvidas, tais como a vitamina C, o estudo e evidência sofrem perseguição e/ou são ignorados. Quando substâncias naturais estão envolvidas, dá-se o nome de “Medicina Alternativa”. Deveria se chamar “Medicina Perseguida e/ou Ignorada.” Há mais de 300 tratamentos alternativos de câncer que usam substâncias naturais, tais como a vitamina C. Cada um deles é mais eficaz do que o protocolo Pauling/Cameron. Cada um deles é, de longe, mais eficaz do que a quimioterapia e/ou a radioterapia. Todos são ignorados e muitos deles têm sofrido perseguição. Mas, existe uma clara razão para essas substâncias naturais serem ignoradas. Não tem nada a ver com sua eficácia. A indústria farmacêutica não pode patentear e controlar e, portanto, não pode lucrar com substâncias naturais. Ela pode somente cobrar preços monopolistas de moléculas sintéticas, muitas das quais são nada mais que mutações de moléculas naturais. 

O que está acontecendo com a indústria do câncer? O jornal USA Today, de 22 de fevereiro de 2006, mencionou que lá pelo ano 2015, os gastos com saúde poderiam representar 20% do PNB (Produto Nacional Bruto). Agora sejamos lógicos. Suponha que uma cura de câncer foi encontrada; e suponha que um tratamento para evitar 90% de todos os problemas com doenças cardíacas foi encontrado; e suponha que uma cura para diabetes II foi encontrada. Os gastos com saúde atingiriam 20% do PNB? É claro que não. Todas essas doenças são altamente lucrativas, tanto para a indústria farmacêutica quanto para a indústria médica. Portanto, na essência, o artigo do U.S. Today estava prevendo que nenhuma cura para essas doenças altamente lucrativas terá sido descoberta até 2015.Essa é uma previsão segura!! Uma previsão mais segura seria a de que cada novo tratamento para as doenças lucrativas será mais caro e mais lucrativo do que os tratamentos existentes!! Aqui vai uma previsão segura, a cifra dos 20% será atingida antes de 2015. Aqui está ainda outra previsão segura: a mídia continuará a suprimir os tratamentos alternativos de câncer, doenças do coração, demência, diabetes etc. Veja esse websitwe, você ficará surpreendido com o que a Medicina Alternativa já pode prevenir e curar: Dementia, Heart Disease, Diabetes, etc. Website

Faça-se a seguinte pergunta: "Quando foi a última vez que a Medicina Ortodoxa usou seus lucros maciços para descobrir a cura de uma doença?” Quando foi a última vez que a cura de uma doença que usava drogas prescritas foi descoberta? Se você disse pólio, você está errado. Pólio foi curada por um médico na década de 40, do século passado, mas, a cura foi suprimida porque ele usava uma forma de vitamina C, a qual companhias de medicamentos não poderiam patentear e controlar. Você já se perguntou o que aconteceria se alguém descobrisse uma cura para câncer? Você provavelmente pensa que a pessoa descobridora da cura seria convidada por todo show de televisão dos Estados Unidos e que ganharia o Prêmio Nobel de Medicina. Tal pessoa tornar-se-ia rica e famosa da noite para o dia. Puro sonho. É difícil, se não impossível, convencer o norte-americano médio de que a Medicina Ortodoxa de hoje não é somente corrupta, ela é mais corrupta do que já o foi em toda a história da Medicina. Isso é muito significativo porque a Medicina Ortodoxa estava pesquisando curas para doenças nos anos 1700. Com Muito Dinheiro, vem Muita Corrupção. Quanto mais dinheiro, maior a corrupção. Infelizmente, há algumas pessoas na Medicina Alternativa mais interessadas em lucros do que nos seus pacientes. A maior diferença entre a Medicina Ortodoxa e a Medicina Alternativa é a liberdade. Permite-se às pessoas íntegras na Medicina Alternativa um grau elevado de liberdade para ajudar outras. Entretanto, a Food and Drug Administration – FDA - (agência governamental de Administração de Medicamentos e Alimentos) está sempre procurando desculpas para esmagar as pessoas que sabem como curar doenças que são altamente lucrativas para a Big Pharma (Grande Indústria Farmacêutica) e para a Big Medicine (Grande Medicina).
No entanto, apesar de alguma perseguição, há mais de 300 tratamentos alternativos de câncer existentes no momento. Cada um deles pode curar alguns casos de câncer, se a pessoa começar a usar o tratamento imediatamente após ser diagnosticadaEntretanto, há uma gama muito ampla de eficácia desses tratamentos, particularmente quando usados em pacientes com câncer avançado. O problema com a Medicina Alternativa é que os pacientes são deixados à própria sorte para descobrir quais os tratamentos que funcionam para as suas situações - - e quais não funcionam. Ao contrário da Medicina Ortodoxa, que é muito uniforme em todo o país, a Medicina Alternativa não é nem organizada e nem uniforme. A busca pela verdade é sempre uma estrada sinuosa e cheia de pedras, particularmente quando há dinheiro envolvido. Algumas pessoas pensam erroneamente que os médicos não usam os melhores tratamentos alternativos de câncer porque eles não sabem quais tratamentos são realmente eficazes. Enquanto as faculdades de medicina transformam médicos em nada mais que vendedores, essa não é a razão pela qual os médicos não usam substâncias naturais no tratamento da doença. Os médicos sabem ler. Mas eles também sabem que se eles usarem um único desses tratamentos alternativos num único paciente com câncer, eles correrão o risco de perder suas licenças e ir para a cadeia!! Ao mesmo tempo em que essa atitude cria uniformidade na Medicina Ortodoxa, é essa atitude que também esmaga o progresso. A Medicina Ortodoxa é um monopólio altamente controlado, totalmente controlado pela combinação da Big Pharma com a Associação Médica Americana (American Medical Association – AMA). A supressão da verdade pela Grande Medicina é a razão deste, e de muitos outros websites, existirem. Nada é vendido neste website, nem mesmo informação. O maior propósito deste website é tornar a informação sobre tratamentos alternativos de câncer gratuita e disponível para o público de modo que mais e mais pessoas saibam quais são os tratamentos alternativos mais fortes de câncer.

Porque alguns tratamentos alternativos de câncer são, em muito, superiores aos tratamentos ortodoxos de câncer Durante toda a vida, você provavelmente aprendeu que as substâncias naturais da Natureza Mãe não podem de modo algum ser tão eficazes contra o câncer quanto as moléculas sintéticas altamente potentes feitas pelas companhias de medicamentos. Em outras palavras, ensinaram-lhe que as drogas da quimioterapia matam células cancerosas de modo muito melhor do que qualquer coisa que a Mãe Natureza possa formar. Isso não é definitivamente uma afirmativa verdadeira, mas, mesmo se fosse, seria uma questão irrelevante! A questão-chave é qual das duas, as drogas patenteadas ou os minerais e nutrientes da Mãe Natureza, atinge melhor as células cancerosasO fato é que a quimioterapia não atinge somente as células cancerosas. Na verdade, a quimioterapia mata muito mais células saudáveis do que células cancerosas. Isso significa que a quimioterapia deve ser dada em doses muito, muito baixas, distribuídas em longos períodos de tempo, e deve incluir intervalos entre os tratamentos. Esse fluxo das drogas é regulado porque muitas células saudáveis seriam mortas se muita quimioterapia em excesso fosse ministrada muito rapidamente. A razão pela qual a Medicina Ortodoxa trata o câncer como uma doença crônica é porque os tratamentos ortodoxos matariam o paciente muito antes de o tratamento matar o câncer. Esse fracasso da Medicina Ortodoxa em matar células cancerosas com segurança (isto é, atingir as células cancerosas com segurança) é a razão de se falar de "uma taxa de cura em cinco anos” ao invés de uma verdadeira taxa de cura. Se eles conseguem manter um paciente vivo por cinco anos eles consideram o paciente “curado”, mesmo se ele morrer no sexto ano. Os tratamentos de câncer da Mãe Natureza, chamados de tratamentos naturais de câncer, ou mais comumente "tratamentos alternativos de câncer," geralmente não fazem absolutamente nenhum mal às células saudáveis. Isso é porque o corpo humano, que foi feito pela Mãe Natureza, sabe exatamente o que fazer com os minerais e nutrientes da Mãe Natureza.

Praticamante todos os tratamentos naturais de câncer não matam células saudáveis – nem uma sequer. Essa é a chave – devido ao fato de os tratamentos alternativos não prejudicarem ou matarem células saudáveis, os itens da natureza que podem matar células cancerosas podem ser dados em doses muito maiores do que os da quimioterapia – sem quaisquer intervalos no tratamento!! Assim, mesmo se as mutações das moléculas naturais, chamadas drogas, fossem mais potentes para matar células cancerosas do que as moléculas naturais originais, devido à superioridade das substâncias naturais em atingir somente células cancerosas ou deixando saudáveis as células saudáveis, os tratamentos alternativos de câncer podem ser muito mais eficazes do que as drogas ortodoxas no tratamento do câncer! Devido ao fato de a Mãe Natureza não necessariamente condensar os nutrientes matadores de câncer encontrados nos alimentos, alguns dos tratamentos de câncer mais potentes são minerais iônicos líquidos, certos tipos de tratamentos com ozônio, e outros tratamentos naturais que contêm moléculas que podem ser condensadas, tais como a vitamina C (mas não as doses Pauling/Cameron). O quão eficazes são os melhores tratamentos da Mãe Natureza? Muitos tratamentos alternativos de câncer atingiram uma taxa verdadeira de cura consistente de 50% em pacientes que haviam desistido da Medicina Ortodoxa e que haviam sido encaminhados para casa, para morrer! Tais resultados são possíveis porque esses tratamentos-chave alternativos de câncer não somente atingem exclusivamente as células de câncer, eles podem ser aplicados numa forma bastante condensada e potente, eles não necessitam de um catalisador, e eles podem ser aplicados seguramente em doses muito mais altas do que as de quimioterapia. Pondere sobre isso muito cuidadosamente! Também pondere sobre a taxa de cura verdadeira desses mesmos tratamentos em pacientes com câncer que usam esses tratamentos exclusivamente, o que significa que eles não perderam vários meses de tratamentos ortodoxos!

Entretanto, não pressuponha que todo tratamento alternativo é tão eficaz. Muito poucos dos 300+ tratamentos alternativos de câncer podem chegar a qualquer coisa próxima da taxa verdadeira de cura de 50% em pacientes desenganados pela Medicina Ortodoxa.  Um dos maiores erros cometidos por pessoas que buscam tratamentos alternativos de câncer é pressupor que se um tratamento alternativo de câncer cura um paciente, irá curar todos os pacientes com câncer, independentemente das condições em que eles se encontrem. Essa é uma pressuposição perigosa porque muito, muito poucos dos 300+ tratamentos alternativos de câncer são condensados e potentes o suficiente para curar 50% daqueles que foram encaminhados para casa, para morrer, pela Medicina Ortodoxa. Muito poucos. 

Exemplo de um dos potentes tratamentos alternativos de câncer Há muito poucos minerais que conseguem adentrar as células cancerosas. Dois dos minerais que conseguem entrar nas células cancerosas são o césio e o potássio. Uma vez que o césio entra na célula de câncer, ele começa a “puxar” potássio do sangue para dentro da célula cancerosa (suplementação de potássio é requerida quando esse tratamento é usado para reabastecer o potássio do sangue que foi retirado para dentro das células cancerosas). Quando há uma quantidade suficiente de césio e/ou potássio dentro da célula cancerosa, a entrada de glucose na célula cancerosa fica bloqueada. Uma vez que a glucose alimenta a célula cancerosa, a célula cancerosa irá, no final, morrer de fome. Não somente isso, mas o césio e/ou potássio impedirão também as células cancerosas de produzir ácido lático, o que significa que eles bloquearão o ciclo de caquexia na célula cancerosa. Outros itens também ajudam a bloquear ou superar o ciclo de caquexia de maneiras diferentes (por exemplo, o sulfato de hidrazina bloqueia o ciclo de caquexia no fígado). O Dr. A. Keith Brewer, Ph.D., descobriu, nos anos 80, como o césio pode tratar o câncer. Além de tratar o câncer, ele pode tratar a dor do câncer dentro de12 a 36 horas, dependendo do que estiver causando a dor. O cloreto de césio iônico líquido, usado nos dias de hoje, é muito mais potente do que o carbonato de césio dos anos 80. O protocolo completo inclui vários outros itens. Aqui está um artigo sobre esse tratamento: Artigo: The Cesium Chloride / DMSO Protocol

Como os tratamentos alternativos de câncer mais potentes, esse tratamento é tão potente em matar células cancerosas que ele precisa ser “distribuído” no tempo, ou seja, doses precisam ser estabelecidas de modo que o corpo tenha tempo para remover, com segurança, os escombros causados pelas células cancerosas mortas. Você já deve ter notado que os tratamentos ortodoxos de câncer precisam ser “distribuídos” devido a todas as células saudáveis que eles matam. Mas, os tratamentos alternativos de câncer precisam ser “distribuídos” devido a todas as células cancerosas que eles matam. Devido ao número de células cancerosas mortas pelo tratamento cloreto de césio/ DMSO, o paciente com câncer precisa do conselho de um fornecedor especialista, que saiba como usar esses produtos com segurança. Felizmente, tais especialistas existem. De fato, todos os tratamentos alternativos mais potentes de câncer requerem parecer de especialistas, por telefone ou numa clínica. Por exemplo, o ozônio RHP e o ozônio líquido dos tratamentos intravenosos exigem parecer de especialistas ou de clínicas. Esses tratamentos mais potentes geralmente não podem ser combinados entre si (mas podem ser combinados com outros tratamentos alternativos). As doses desses produtos são desenhadas para matar células cancerosas a uma taxa que o corpo pode controlar com segurança os escombros resultantes. Combinar tais tratamentos pode criar uma taxa de mortalidade extremamente alta. 

Nota: A lista de tratamentos alternativos de câncer que podem trazer esperança de sobrevida a um paciente com câncer (desenganado pela Medicina Ortodoxa) pode ser encontrada na seção superior da Home page deste website. Vários desses tratamentos estão acompanhados de artigos escritos sobre eles.

Fonte: Cancertutor.

Compartilhe com os seus o que lhe interessa!

PDF e/ou impressão:

Print Friendly and PDF
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Envie este artigo para seus seguidores!

Locais dos Estudantes de hoje:

podcasting