sábado, 13 de julho de 2013

Estudo com pacientes HIV-positivos aponta "vantagem" psicológica da heterossexualidade sobre a homossexualidade



Este estudo não é recente, mas possui resultados interessantes. Foi publicado na revista AIDS Care em 2004. A tradução livre do título pode ser: 
"Estamos atendendo as necessidades psicológicas dos homens heterossexuais com a doença de HIV? Um estudo de caso-controle retrospectivo de referências para uma unidade de medicina psicológica, em Londres, Reino Unido."

OBJETIVO: Verificar a percentagem de homens HIV-positivos heterossexuais atendidos em um Hospital Universitário de Londres encaminhados para uma unidade de Medicina Psicológica e compará-los com pacientes homossexuais também HIV-positivos da mesma idade e sexo.

MÉTODO: O banco de dados do Hospital de Medicina Psicológica foi investigado para detectar pacientes relevantes observados durante o período entre Fevereiro de 1992 e Dezembro de 2002. Além disso, 50 pacientes heterossexuais (casos), que haviam sido encaminhado à Unidade de Medicina Psicológica, foram pareados por idade e data de referência, com um paciente HIV-positivo homossexual para controle. Dados demográficos e patológicos foram coletados para os dois grupos: casos (heterossexuais) e controles (homossexuais), compondo 50 indivíduos em cada grupo. 

RESULTADOS: As principais conclusões do estudo foram: Homens heterossexuais com HIV apresentam três vezes menos chance de serem encaminhados por um especialista para receberem cuidados da saúde mental que os homens homossexuais HIV-positivos. Homens heterossexuais HIV-positivo tinham menos probabilidade de receber diagnóstico de uma doença depressiva, mas eram mais propensos a ter um diagnóstico de abuso de substâncias. Pacientes do sexo masculino que são homossexuais HIV-positivos são mais propensos a ter dificuldades com disfunção sexual e receber um diagnóstico psiquiátrico formal. O artigo termina com a seguinte afirmação: "As implicações dos resultados são discutidas."

REFERÊNCIA: ORR, G; CATALAN, J; LONGSTAFF, C. Are we meeting the psychological needs of heterosexual men with HIV disease? A retrospective case controlled study of referrals to a psychological medicine unit in London, UKAIDS Care, v. 16, n. 5, p. 586-593, jul. 2004. Disponível neste link.

____________________________________________________________________________

NOTA: O estudo é pequeno, portanto, um estudo que contemple maior quantidade de casos e controles certamente trará resultados mais sólidos. Todavia, já é possível perceber que a orientação sexual contida na Bíblia traz vantagens ao ser humano e que, por outro lado, o comportamento de negação à tendência da natureza sexual determinada pelo genótipo causa danos ao organismo, especialmente em um momento especial como o da infecção pelo vírus da AIDS.

Compartilhe com os seus o que lhe interessa!

PDF e/ou impressão:

Print Friendly and PDF
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Envie este artigo para seus seguidores!

Locais dos Estudantes de hoje:

podcasting