quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Pesquisa revela: mulheres enviam mais mensagens eróticas...


De acordo com um estudo realizado nos Estados Unidos, mulheres são mais propensas a enviar fotos nuas ou mensagens de texto sexualmente explícitas do que os homens. A pesquisa, realizada por Diane Kholos Wysocki, professora de sociologia e estudos sobre as mulheres na Universidade de Nebraska em Kearney, e Cheryl D. Childers, professora de sociologia na Universidade Washburn, mostrou que cerca de dois terços das mulheres pesquisadas enviam mensagens sexuais (ou sexts, como é conhecido nos EUA) a mais que os homens. “A traição está bem, obrigada, e a troca de mensagens sexuais está em ascensão”, disse a Dra. Wysocki, cujo primeiro estudo sobre sexo na internet data de 1992. “Mas eu não acredito que a internet está levando as pessoas a trair. Parece que alguma coisa está acontecendo com o casamento para ser mais um problema social. Antes, as pessoas simplesmente se divorciavam. Por alguma razão, em vez disso, as pessoas continuam casadas e traindo.” 


O estudo usou um conjunto de dados bastante incomum: foi realizado online com mais de cinco mil adultos visitantes do site [...], um serviço destinado a infidelidade de homens e mulheres casados. Realizada em 2009, a pesquisa fez 68 perguntas para os usuários sobre como usa a internet, seus comportamentos sexuais e dados demográficos. As mulheres também foram mais propensas a conhecer pessoas na vida real depois de encontrá-las online: 83% das mulheres em comparação a 67% dos homens. Mas elas têm menos medo de serem pegas olhando para material sexualmente explícito e são menos cautelosas do que os homens quanto a limpar os rastros virtuais. A Dra. Wysocki não ficou surpresa: “Conheço homens jovens que recebem fotos nuas pelo celular de mulheres que conhecem!” O estudo ainda revelou que os entrevistados estavam mais interessados em encontrar parceiros na vida real do que manter a infidelidade virtual.

Fonte: Techtudo.

Nota: A traição está em alta e “alguma coisa está acontecendo com o casamento”. É claro! As pessoas não querem se dar ao trabalho de investir em relacionamentos de longo prazo (que as podem tornar mais felizes). Em lugar disso, quando a rotina e a falta de romantismo desgasta a relação, preferem partir para aventuras ilusórias que frequentemente se transformam em pesadelo, quando a realidade bate a porta do mundo real. A pesquisa acima nos leva à triste constatação de que a lascívia afeta ambos os sexos, de forma diferenciada. Segundo Joshua Harris, autor do livro Sexo Não é Pecado, Lascívia Sim, a lascívia escraviza o homem pelo prazer que lhe promete, ao passo que escraviza a mulher pelo poder que ela sente ao seduzir. A armadilha que o inimigo tem usado parece perfeita: mulheres (pelo menos um terço das entrevistadas) gostam de se exibir e se sentir desejadas, e os homens, por sua vez, apreciam essa exibição. Aquilo que deveria ser assunto para quatro paredes, entre pessoas casadas, acabou banalizado e desvirtuado. O sexo, que inicialmente foi criado para fazer parte do pacote de felicidade que envolve a união entre um homem e uma mulher, se transformou numa armadilha que coisifica as pessoas e as impede de ser pura e plenamente felizes. “Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros” (Hebreus 13:4).(Michelson Borges)

Compartilhe com os seus o que lhe interessa!

PDF e/ou impressão:

Print Friendly and PDF
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Envie este artigo para seus seguidores!

Locais dos Estudantes de hoje:

podcasting